Vinho Tinto Ripanço

RIPANÇO 2016

VINHO TINTO
V.R. ALENTEJANO

A José Maria da Fonseca acaba de lançar no mercado nacional o Ripanço 2013, um vinho Alentejano, proveniente da adega José de Sousa em Reguengos de Monsaraz e que utiliza uma técnica ancestral, o ripanço. O ripanço é uma técnica que remonta aos tempos romanos, tradicionalmente utilizada no Sul de Portugal para desengace manual das uvas. Assim, a técnica do ripanço consiste no desengaçamento das uvas à mão com o auxílio de uma mesa própria para o efeito (mesa de ripanço) constituída por várias ripas de madeira. Desta forma os taninos duros do engaço não são extraídos, resultando num vinho mais suave e macio, com maior elegância.

A compra da Casa Agrícola José de Sousa Rosado Fernandes em 1986 veio concretizar um sonho antigo da família Soares Franco: produzir vinho do Alentejo numa propriedade carregada de prestígio (continua mítico o José de Sousa tinto velho de 1940) e de história (produz-se lá vinho pelo menos desde 1878), utilizando métodos tradicionais de vinificação. A Herdade do Monte da Ribeira, onde se encontra a vinha, está localizada na estrada para Monsaraz e tem uma área de 120 hectares, dos quais 72 são de vinha.

A adega de vinificação, localizada no centro de Reguengos de Monsaraz, combina tradição e história com tecnologia de ponta. É esta conjugação, uma constante estrutural ao longo da história secular da José Maria da Fonseca, que faz do José de Sousa uma criação sublime, mista de artesanato e modernidade. A adega tradicional (curiosamente instalada abaixo do nível do solo de modo a preservar uma temperatura fresca e constante ao longo do ano), tem dois lagares para pisa a pé e 114 ânforas de barro para fermentação e uma mesa de ripanço. A adega moderna tem 44 tanques de inox e toda a tecnologia indispensável para a vinificação de tintos.

O ripanço, técnica utilizada neste vinho, remonta aos tempos romanos, tradicionalmente utilizada no Sul de Portugal para desengace manual das uvas. Assim, a técnica do ripanço consiste no desengaçamento das uvas à mão com o auxílio de uma mesa própria para o efeito (mesa de ripanço) constituída por várias ripas de madeira. Desta forma os taninos duros do engaço não são extraídos, resultando num vinho mais suave e macio, com maior elegância.

Ver vídeo


FICHA TÉCNICA

REGIÃO

Alentejo

ALENTEJO

ÁREA DA VINHA

-/-

GRANÍTICO

PRODUÇÃO

90.000

PRODUÇÃO DE VINHO

ENGARRAFADO

2017

FEVEREIRO

CASTAS

40

ARAGONÊS

35

TRINCADEIRA

14

SYRAH

11

ALICANTE BOUSCHET

ANÁLISES

13.2

TEOR DE ÁLCOOL

5.4

ACIDEZ TOTAL
(ÁCIDO TARTÁRICO)

3.49

pH

CONSERVAÇÃO

12º

TEMPERATURA

60

HUMIDADE

LONGEVIDADE

5 anos

APÓS ENGARRAFAMENTO

NOTAS DE PROVA

COR

Rubi carregado.

AROMA

Boa fruta, limpo, madeira de carvalho, baunilha, figo, violetas, menta

PALADAR

Boa fruta, muito equilibrado, boa estrutura, bons taninos, boa acidez.

FINAL DE PROVA

Médio

VINIFICAÇÃO

Fermentação ocorre em cubas de inox a uma temperatura 28ºC.

ENVELHECIMENTO

6 meses em madeira nova de carvalho francês e americano.

MODO DE SERVIR

A uma temperatura de 16/18ºC com pratos de carne vermelha ou queijo.


content