10 NOVEMBRO 2020

NOVIDADES NA COLECÇÃO PRIVADA DSF

40.ª VINDIMA DE DOMINGOS SOARES FRANCO

JOSÉ DE SOUSA RESERVA O NOVO TINTO DA ADEGA JOSÉ DE SOUSA Como celebração da sua 40.ª vindima, Domingos Soares Franco, acaba de apresentar os mais recentes lançamentos da Colecção Privada Domingos Soares Franco. Os lançamentos são dois novos tintos monovarietais - Colecção Privada DSF Malbec e Colecção Privada DSF Cabernet Sauvignon e a nova colheita e packaging do Colecção Privada DSF Moscatel Cognac. Os vinhos que constituem esta Colecção traduzem o espírito criador de Domingos, a sua paixão pela viticultura e enologia, e a influência que o próprio tem do Novo Mundo.

Já o Colecção Privada DSF Malbec é a amostra da qualidade excecional da vindima de 2017. Este vinho, com aromas de amoras, tâmaras, cereja preta e menta apresenta-se jovem e elegante. O seu paladar é frutado e complexo com taninos persistentes. O final de prova é medio/longo.

Mais uma excelente amostra da qualidade da vindima de 2017, é o Colecção Privada DSF Cabernet Sauvignon. De cor rubi, este tinto revela todo o potencial da sua casta de forma intensa, harmoniosa e límpida, pois não tem interferência do factor envelhecimento em madeira. Os aromas predominantes são a cássis, folha de tomate e grafite. No paladar e final de boca, apresenta-se muito longo com taninos muito presentes. Os aromas encontrados no nariz estão também no paladar. Este é um vinho cheio de personalidade.

Prosseguindo com o entusiasmo e paixão com que tem vindo a desenvolver as suas experiências enológicas, Domingos Soares Franco, apresenta uma nova colheita e packaging para a sua coleção com o Colecção Privada DSF Moscatel Cognac 2001. Neste Colecção Privada Domingos Soares Franco Moscatel de Setúbal, foi utilizada uma aguardente proveniente da região de Cognac, que confere a este Moscatel características únicas a nível de complexidade e estrutura. De cor âmbar, revela aromas de alperce, ameixa amarela, damasco e raspa de laranja. No paladar, apresenta-se muito fresco e cítrico com notas de damasco e avelã torrada. O seu final de boca é muito infindável.

Ainda que assine todos os vinhos da José Maria da Fonseca, Domingos Soares Franco escolhe a dedo os vinhos que constituem esta coleção: “Esta Colecção Privada traduz o meu espírito criador, a minha paixão pelos vinhos. Nesta colecção, em cada colheita, tenho total liberdade para decidir que vinhos vou fazer e como os vou fazer. Estas novidades têm um significado ainda mais especial para mim porque surgem como celebração da minha 40.ª vindima”.


VER MAIS NOTÍCIAS   

content